quarta-feira, 21 de novembro de 2012

O Beijo de KLIMT e Rodin

O mundo é grande e cabe
nesta janela sobre o mar.
O mar é grande e cabe
na cama e no colchão de amar.
O amor é grande e cabe
no breve espaço de beijar.
Carlos Drummond de Andrade
(in “Amar se Aprende Amando”)

 "O beijo" (1907/08), ou "Der Kuss" no original em alemão, Gustav Klimt baseou-se em si mesmo e na sua amante Emilie, a mulher fatal aparece submissa, comunica uma sexualidade latente. "O Beijo" constitui o auge do período dourado e torna-se o emblema da Secessão.

Ovbeijo do artista realista Auguste Rodin é baseado na trágica história de amor entre Paolo e Francesca, na Divina Comédia, de Dante 1900.Atualmente a escultura em mármore se encontra  no Museu Rodin (Musée Rodin), em Paris. Na obra do escultor francês, o artista inspirou-se nos delírios amorosos vividos com Camille Claudel, sua assistente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário